BLOG

Alergia alimentar. Qual a sua responsabilidade?

Você é alérgico a algum tipo de alimento? Que bom se a sua resposta foi não! Mas saiba que atualmente pelo menos 5% da população mundial responderia sim a essa questão.

Se você acha que 5% é um número baixo, imagine que uma em cada 13 crianças norte- americanas possui algum tipo de alergia alimentar. Seriam cerca de 2 crianças em cada sala de aula! (http://www.foodallergy.org/facts-and-stats)
Para quem não sabe, na alergia alimentar o sistema de defesa do organismo reage contra uma substância presente no alimento. O resultado dessa reação do organismo pode variar de uma sintomatologia simples (vermelhidão na pele, por exemplo) até sintomas mais graves como o edema de glote, podendo ser FATAL mesmo diante de quantidades muito pequenas dessa substância.
Os principais alimentos com características alérgenas são o glúten – presente no trigo, centeio e cevada (algumas pessoas podem apresentar reações alérgicas à aveia)-, leite, amendoim, amêndoa, soja, ovo e avelã. Com frequência menor têm sido observadas reações alérgicas ao aipo, gergelim, mostarda, tremoço, peixes e crustáceos. Alimentos contendo dióxido de
enxofre, um aditivo alimentar de uso frequente em sucos, vinhos, frutas desidratadas, saladas e muitos outros alimentos tem sido responsável por reações alérgicas intensas, principalmente em asmáticos. Somam-se a estes alérgenos alimentares os corantes artificiais e alguns aditivos alimentares (Fonte: Food Intelligence). http://www.foodintelligence.com.br/alergenicos.htm
E o que você tem a ver com isso? Se você é responsável pela produção de qualquer tipo de alimento, saiba que você pode contribuir para que as pessoas alérgicas cuidem de sua saúde. Mantenha sua equipe informada acerca da composição de seus produtos, sobre a presença (ou possível presença) de alergênicos!

Para saber um pouco mais: http://maternar.blogfolha.uol.com.br/2014/03/05/pais-com-filhos-
alergicos-fazem-campanha-para-pedir-informacao-nos-rotulos/

[print-me]

Grátis: 10 dicas de boas práticas

Deixe seu nome e seu e-mail e tenha acesso AGORA ao material gratuito com dicas sobre boas práticas de manipulação de alimentos!